X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!

CISTICERCOSE CALCIFICADA E SUA NOVA INSTRUÇÃO NORMATIVA

IN PUBLICADA DIA 01/03/2021 ALTERA A PENALIZAÇÃO DO CISTO CALCIFICADO.

CISTICERCOSE CALCIFICADA E SUA NOVA INSTRUÇÃO NORMATIVA
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Autor: CAIO DE ASSIS ROSSATO

Postado: 01/03/2021

    O ano de 2020 foi realmente de muita turbulência no setor por conta do decreto n° 9013 de 18 de agosto de 2020 que passou a vigorar em todas as inspeções do Brasil e fez com que as indústrias passassem a realizar o tratamento a frio de todas as carcaças com um cisto calcificado. Portanto, a partir do ano passado o MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) fez um estudo minucioso onde levantou a incidência da cisticercose no Brasil e partir de agora com esta nova IN (instrução normativa) determina um plano de ação aos pecuaristas em um período de 18 meses, que não sofrerá penalização por um cisto calcificado.  

    Quando for encontrado um único cisto já calcificado, considerando, todos os locais de eleição examinados, rotineiramente, na linha de inspeção e na carcaça correspondente, esta pode ser destinada ao consumo humano direto sem restrições, após a remoção e a condenação da área atingida. Ou seja, os pecuaristas não serão mais penalizados por um ponto de cisto calcificado. Esta flexibilização terá um prazo de 18 meses para que os pecuaristas possam corrigir e adotar as medidas profiláticas na propriedade e vem de acordo com o que seria mais justo para a cadeia produtiva. Lembrando que também nesta IN o governo estabeleceu que as indústrias frigoríficas que tiveram incidência de mais de 1% de cisticercose no ano de 2020, terão um prazo de até 90 dias para implementar programa de melhoria da qualidade da matéria-prima e de educação continuada dos produtores.

    Opinião PECBR:

    Vejo essa IN como um grande avanço para as medidas profiláticas necessárias para conter a infestação do cisticerco no Brasil sem que nenhuma parte seja penalizada, com os parâmetros estabelecidos, agora os órgãos reguladores poderão em conjunto com os pecuaristas tomar as decisões necessárias para correção e melhoria contínua. 

 

PARA TER ACESSO A INSTRUÇÃO NORMATIVA CLIQUE AQUI

 

CURSO PECBR

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Deixe seu comentário aqui:

Este website utiliza cookies próprios e de terceiros a fim de personalizar o conteúdo, melhorar a experiência do usuário, fornecer funções de mídias sociais e analisar o tráfego.
Para continuar navegando você deve concordar com nossa Política de Privacidade.

Sim, eu aceito.