X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!

FORÇA TAREFA DA CNA REVOGA INSPEÇÃO PARA CRONOLOGIA DENTÁRIA EM LISTA TRACE

CNA EM CONJUNTO COM OUTRAS ENTIDADES CONSEGUE A REVOGAÇÃO DA IN N° 51. Cronologia dentária x Animais SISBOV, O QUE MUDA?

FORÇA TAREFA DA CNA REVOGA INSPEÇÃO PARA CRONOLOGIA DENTÁRIA EM LISTA TRACE
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Autor: CAIO DE ASSIS ROSSATO

Postado: 28/07/2020

    UMA EXCELENTE NOTÍCIA AOS PECUARISTAS QUE SÃO LISTA TRACE, VEJA A NOTÍCIA DA CNA E NO FINAL VAMOS DAR A NOSSA OPINIÃO E DIZER COMO FICA TAMBÉM A COTA HILTON:

    FONTE CNA: Brasília (24/07/2020) – O Ministério da Agricultura publicou, na sexta (24), a Instrução Normativa (IN) n.º 50, que revoga a necessidade do exame de cronologia dentária para abate de bovinos e bubalinos com rastreabilidade individual, destinados a países que exigem esse tipo de rastreio. A medida atende um pedido da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e começa a valer em 3 de agosto.

    A norma anterior, Instrução Normativa nº 51, de 2018, que atualizou o Sistema Brasileiro de Identificação Individual de Bovinos e Búfalos (SISBOV), estava trazendo prejuízos aos produtores rurais durante a conferência do animal para abate.

    "Os animais rastreados individualmente estavam sendo desclassificados no exame de cronologia dentária, isso porque não estava de acordo com o cadastrado na Base Nacional de Dados (BND). Com isso, muitos produtores tinham prejuízos porque faziam a rastreabilidade, mas não eram bonificados por esse trabalho”, explicou Ricardo Nissen, assessor técnico da Comissão Nacional de Bovinocultura de Corte da CNA.

    Com a nova regra, o produtor que faz a rastreabilidade individual irá abater os animais sem a exigência desse exame. "A cronologia dentária não é tão específica. A identificação individual é um mecanismo mais seguro e, com ela, retiramos uma avaliação que era subjetiva. Agora o produtor rural não será mais penalizado”, ressaltou Nissen.


Assessoria de Comunicação CNA
Telefone: (61) 2109-1419

LINK PARA A NOTÍCIA NO CNA

 

CONCLUSÃO PECBR:

    A habilitação SISBOV para a Lista Trace e Cota Hilton é extremamente rigorosa quanto ao sistema de identificação dos animais na propriedade, exige responsável técnico sendo Médico Veterinário ou Zootecnista, que torna-se um supervisor da respectiva identificação. Além disso a propriedade é certificada por uma CERTIFICADORA SISBOV habilitada pelo MAPA. Trazendo desta maneira, maior credibilidade do pecuarista em cumprir com o regulamento SISBOV que é auditada pelo MAPA para realização da certificação da fazenda. 

    Já faz algum tempo que os pecuaristas vêm sofrendo com penalização de não recebimento da premiação por identificação de cronologia dentária divergente da identificada na fazenda, todos aqui sabemos a dificuldade de se identificar exatamente a ERA/IDADE dos animais principalmente quando são animais criados e recriados em outra propriedade. Portanto essa revogação é um passo muito importante para que a credibilidade e a responsabilidade dos pecuaristas e dos supervisores SISBOV aumentem ainda mais, mas com certeza, com uma garantia que receberá o prêmio se os outros critérios estiverem conformes.

    Importante ressaltar que a Cota Hilton ainda continua sendo inspecionada pelo MAPA e assim também a verificação de cronologia dentária.

Caio Rossato  - Zootecnista PECBR

CURSO PECBR

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Deixe seu comentário aqui: